Radiestesia

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Um Feliz 2012


Foto - Internet

Texto de Roberto Carlos Martins

Dentro de alguns dias estaremos no último dia do ano de 2011... E depois da meia-noite, virá o Ano Novo...
O engraçado é que - teoricamente - continua tudo igual... Ainda seremos os mesmos.
Ainda teremos os mesmos amigos. Alguns o mesmo emprego.
As mesmas dívidas (emocionais e/ou financeiras).
Ainda seremos fruto das escolhas que fizemos durante a vida.
Ainda seremos as mesmas pessoas que fomos este ano...A diferença, a sutil diferença, é que quando o relógio nos avisar que é meia-noite, do dia 31 de dezembro de 2011, teremos um ano INTEIRO pela frente!

Um ano novinho em folha!
Como uma página de papel em branco, esperando pelo que iremos escrever.
Um ano para começarmos o que ainda não tivemos força de vontade, coragem ou fé...
Um ano para perdoarmos um erro, um ano para sermos perdoados dos nossos...
366  dias em 2012 para fazermos o que quisermos... Sempre há uma escolha!!
E, exatamente por isso, eu desejo que vocês façam as melhores escolhas que puderem.
Desejo que sorriam o máximo que puderem. Cantem a música que quiserem.
Beijem muito. Amem mais. Abracem bem apertado.
Durmam com os anjos. Sejam protegidos por eles.
Agradeçam por estarem vivos e terem sempre mais uma chance para recomeçar.
Agradeçam as suas escolhas, pois certas ou não, elas são suas.
E ninguém pode ou deve questioná-las. Quero agradecer aos amigos que eu tenho:

Aos que me 'acompanham' desde muito tempo.
Aos que eu fiz este ano.
Aos que eu escrevo pouco, mas lembro muito.
Aos que eu escrevo muito e falo pouco.
Aos que moram longe e não vejo tanto quanto gostaria.
Aos que moram perto e eu vejo sempre.

Aos que me 'seguram', quando penso que vou cair.
Aos que eu dou a mão, quando me pedem ou quando me parecem um pouco perdidos.
Aos que ganham e perdem. Aos que me parecem fortes e aos que realmente são.
Aos que me parecem anjos, mas estão aqui e me dão a certeza de que este mundo é mesmo divino.


Obrigado por fazerem parte de minha vida!

FELIZ 2012!!

Anethe Bittencourt

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Recomeçar

Não importa onde voce parou... em que momento da vida voce cansou... o que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar"
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... é renovar as esperanças na vida e o mais importante... acreditar em voce de novo.
Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado...
Chorou muito? Foi limpeza da alma...
Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia...
Sentiu-se só por diversas vezes? É porque fechaste a porta até para os anjos...
Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora...
Pois é... agora é hora de reiniciar.... de pensar na luz... de enocntrar prazer nas coisas simples de novo.
Que tal um corte de cabelo arrojado... diferente?
Um novo curso... ou aquele velho desejo de aprender a pintar... desenhoar... dominar o computador... ou qualquer outra coisa...
Olha quanto desafio... quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando.
Tá se sentindo sozinho?
Besteira... tem tanta gente que voce afastou com o seu "período de isolamento"... tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu para "chegar" perto de voce.
Quando nos trancamos na tristeza... nem nós mesmos nos suportamos.... ficamos horríveis... o mal humor vai comendo nosso fígado... até a boca fica amarga.
Hoje é um bom dia para começar novos desafios.
Onde voce quer chegar?
ir alto... sonhe alto... queira o melhor do melhor... queira coisas boas para a vida... pensando assim trazemos para nós aquilo que desejamos... se pensamos pequeno....coisas pequenas teremos...
Já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor... o melhor vai se instalar na nossa vida.
E é hoje o dia da faxina mental... joga fora tudo que te prende ao passado... ao mundinho de coisas tristes... fotos... peças de roupas, papel de bala...ingressos de cinema, bilhetes de viagens... e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados... jogue tudo fora... mas principalmente... esvazie seu coração...fique pornto para a vida... para um novo amor...
Lembre-se somos apaixonáveis... somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes... afinal de contas... Nós somos o "Amor"
"Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura."
*Texto da Palestra Motivacional, realizada na Maçonaria Amizade e Justiça, dia 30/11/2011, proferida por José Renato, membro da Fundação Mokiti Okada.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Atitudes Que Mudam o Karma

Quem não quer mudar o karma? Deixar de sofrer? Ou simplesmente ver as coisas darem certo de acordo com o esperado?

Sim, porque todos nós associamos o karma a questões complicadas mesmo sabendo que karma significa ação e reação, não dá para não ligar as questões difíceis e desafios. E de fato, essa grande lei explica muito de nossas dores, pois, afinal, é pelo karma de vidas passadas que nascemos nesta família, nesta condição financeira, com esses dons, talentos e dificuldades.
O Karma explica a dor, mas precisamos ir além para dela nos libertar.

Laura, mulher de meia idade, vivendo o segundo casamento veio me procurar para uma sessão de vidas passadas e logo se envolveu nos meus grupos que trabalham a mediunidade por que se sentia perseguida por obssessores. Dizia ter feito todo o tipo de tratamento, mas ainda sofria perseguições. No passado, inclusive, chegou a atribuir o fim do seu casamento a questões espirituais; mas agora já compreendia que, além de problemas energéticos, ela também tomara atitudes bem ruins, assim como seu parceiro. Fiquei feliz por ela pensar assim, porque muito do karma negativo, prende-se em nós pela ignorância, quando, de forma inconsciente, alimentamos forças negativas.

Aproveito essa narrativa para explicar a você, amigo leitor, que o primeiro passo para mudar o karma é compreender a situação e sair da condição de vítima. Libertar-se dessa idéia de que tem alguém, ou alguma força direcionada para destruir você e seus planos é fundamental para a libertação. Claro que existem situações bem complicadas, amarrações bem difíceis que trazemos de atos impensados de vidas passadas, mas não há um mal sem fim. E se estamos querendo progredir, cabe a nós tentar entender, perdoar, limpar, refazer caminhos e escolhas.

Laura, apesar de ser uma pessoa com muito boa vontade e até um bom humor, era resistente a reformas íntimas, queria mudar, mas quando percebia a presença de um espírito perdido na ignorância, que se portava como um inimigo, imediatamente ficava com muita raiva, sentia náuseas, dores de cabeça, mas não admitia que aquilo tudo era um ódio represado. Ela foi resistente à primeira vez que sugeri que ela vomitasse, e que depois do mal-estar físico, ela deitasse e soltasse toda a raiva batendo no chão, xingando e deixando essa energia ruim se soltar para depois tomar um banho, relaxar e sair da negatividade.

Essa moça não compreendia que a vibração ruim também estava dentro dela. Devo confessar que não gosto de agressão, nem acho que as pessoas devem sair por aí ofendendo os outros, dizendo o que pensam sem o filtro da boa educação e do amor, mas de vez em quando, em ambientes onde não vamos nos ferir nem machucar ninguém, é totalmente saudável expressar a dor, brigar... Mas, por favor, depois da descarga energética volte a ser você mesmo. Por isso os grupos são importantes quando trabalhamos a tomada de consciência e temos a chance de nos expressar.

Precisamos compreender o mal, depois reconhecer nossa parcela dentro dessa vibração e, em seguida, começar a libertação. Laura sentia muita raiva, mas não assumia os sentimentos negativos. Aparentemente, era calma e bem educada, mas carregava um mundo negro dentro dela. Depois dessa verdadeira lavagem energética, ela foi melhorando. Começou a aceitar que sentia emoções negativas e criou um diálogo mais positivo consigo mesma.
Sair da condição de vítima, com certeza, é uma atitude que muda o karma

*Texto de Maria Silvia Orlovas

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Depressão, um mal moderno?

Quem nunca sofreu deste mal deve certamente conhecer alguém que já sofreu. A depressão não é uma doença do mundo moderno, já que temos relatos históricos de pessoas que chegaram ao suicídio por causa deste problema. A época romântica está cheia de exemplos desse tipo. O termo 'romântico' refere-se ao movimento estético que teve seu início entre o final do século XVIII e o começo do XIX, e a uma tendência idealista e poética de enxergar o mundo, que carece de sentido objetivo. Do mesmo modo, a pessoa 'romântica' valoriza as forças criativas do indivíduo e a imaginação que se baseia principalmente numa visão individual -e distorcida- do mundo real. Portanto, os românticos teriam mais propensão a sofrer desilusões e consequentemente a sofrer de depressão. Muitos chegaram ao suicídio, ato extremo que indica que a vida deixou de ter sentido e a pessoa perdeu a vontade de perseguir seus sonhos.
Porém, mesmo aqueles que não chegam a cometer atos extremos, podem chegar a um ponto tal de depressão que acabam por perder até mesmo a vontade de viver. Não sou médica e por essa razão não vou discutir aqui as definições deste que é considerado um transtorno psiquiátrico e que se caracteriza pela perda de prazer nas atividades diárias, uma espécie de apatia que causa alterações cognitivas, psicomotoras e até alterações de sono, de apetite e de interesse sexual. Como já afirmei, o ponto final deste transtorno pode levar a pessoa a cometer suicídio, como aconteceu com o famoso e genial pintor Vincent Van Gogh (que certamente sofria de depressão psíquica grave). Porém, não devemos confundir esta doença com a simples tristeza ou com a tristeza passageira causada por uma perda, um luto, ou uma frustração amorosa. Os sintomas da depressão são muito mais sérios, se prolongam por tempo indeterminado, impedem a reação da pessoa e por isso precisam de acompanhamento médico.
A meu ver existem fatores psicossociais, fatores biológicos, fatores físicos externos (como traumas), que desencadeiam a depressão; mas, será que existe uma predisposição e que ela poderia ser detectada no mapa astral de uma pessoa? O DNA astral pode indicar uma predisposição à depressão?
Em minha experiência como astróloga, posso afirmar que sim, existe uma predisposição à depressão. Porém, essa predisposição não leva necessariamente à doença. Geralmente, os signos de Água, (Câncer, Escorpião e Peixes) são considerados mais sensíveis e sentimentais e por essa razão costumam ter uma maior predisposição a sofrer de problemas psicológicos e depressivos. Seres românticos e sonhadores têm dificuldade para lidar com as durezas da vida material!
Devemos considerar principalmente dois planetas como os maiores 'responsáveis' deste tipo de patologia: Netuno e Saturno, especialmente se eles têm uma relação direta com os luminares, Sol e Lua, seja no mapa natal -indicando uma predisposição- seja num transito planetário, o que indicaria um fator pontual.
Não esqueçamos que o astrólogo precisará analisar o perfil completo da pessoa para concluir se ele tem ou não a tendência para sofrer de depressão e, neste caso, poderá alertá-lo, indicar um tratamento médico e possivelmente fornecer algumas ferramentas entre as terapias alternativas, como florais, ou EFT* (Técnica de Libertação Emocional) que fazem maravilhas em muitos casos. Longe de mim o desejo de simplificar num simples artigo essa patologia tão complicada. Tampouco acho que sejam somente os aspectos negativos destes dois planetas a provocar a depressão. Outros fatores irão contribuir e somente uma análise completa do mapa poderá fornecer as conclusões definitivas. Vou dar alguns exemplos: uma pessoa com um mapa onde existe uma predominância do elemento Terra (planetas nos signos de Touro, Virgem e Capricórnio, ou predomínio de seus regentes) pode perder o emprego e consequentemente ter de vender o apartamento que ela comprou com tanto sacrifício e entrar numa depressão momentânea por estar perdendo aquilo que lhe oferece a segurança. Porém, ele poderá mais facilmente encontrar recursos internos para subir novamente a ladeira e recuperar aquilo de que abriu mão, pois normalmente esse tipo de pessoa age com os pés no chão. Alguém do signo de Ar procurará encontrar racionalmente as alternativas necessárias para superar a dificuldade e evitar a depressão e uma pessoa do signo de Fogo poderá iniciar ou intensificar uma atividade física que naturalmente estimulará as endorfinas, afastando a depressão. Talvez sejam as pessoas com predominância de Água que tenham mais dificuldade, pois, sendo mais emotivos, poderão 'chorar sobre si mesmos' e, então, cairão mais facilmente da tristeza à depressão.
A depressão poderia ter relação com a perda da esperança e com a incapacidade de canalizar a frustração em algo diferente, algo mais espiritual? A impossibilidade de realizar seus sonhos traria como consequência o desencadear da depressão? A meu ver, a resposta é positiva. Se Netuno, chamado de 'planeta dos sonhos' e Saturno, o 'senhor do Carma', entram em aspecto tenso (negativo) teríamos como conseqüência a destruição dos sonhos... trazendo a tristeza e a depressão. No entanto, não devemos aceitar um só aspecto do mapa e tirar conclusões apressadas, pois é imprescindível que se tenha uma visão completa e abrangente de todos os elementos envolvidos. Na astrologia, quanto mais abrangente for a visão do astrólogo, melhor será a interpretação. Vou dar mais um exemplo: se a Lua do mapa estiver sendo influenciada por um trânsito de Saturno, e sabemos que a Lua representa nossa psique, poderemos sofrer de tristeza e essa poderá ser ocasional, provocada por um aspecto externo como a perda de um ente querido. Porém, se nossa Lua natal se encontra no signo de Peixes ou de Câncer (signos extremamente emotivos) ou em aspecto difícil com o planeta Netuno, teremos certamente um fator de predisposição à depressão e somente com o conhecimento dessa 'tendência' poderemos evitar o pior, canalizando positivamente o aspecto planetário. Ou seja, o conhecimento desse fato evitará que a predisposição à tristeza se perpetue e permaneça por um tempo mais longo, causando a depressão. O conhecimento nos dará o livre-arbítrio.
Muitas depressões levam as pessoas a pensarem em suicídio, porém, a meu ver, para que isso aconteça de verdade é necessário que exista outro planeta envolvido no aspecto inicial: Marte. Ele será o desencadeador da ação. Sem essa energia da ação, a pessoa pode se abandonar, afundar-se em apatia e inanição, e talvez, morrer aos poucos, por falta de ação. Mas para ir além, para agir e provocar a sua própria morte a ação de Marte vai se tornar necessária. Muitos mapas analisados por mim apresentam essa relação que foi aqui descrita sucintamente. Até mesmo aqueles que se suicidam indiretamente, com álcool ou drogas, precisam ter o planeta Marte envolvido no fato. Porém, voltando ao assunto inicial, todos aqueles que possuem esses aspectos planetários sofrem de depressão? Não, não necessariamente.
Temos sempre o livre-arbítrio para canalizar essa energia de forma mais positiva! Podemos canalizar a energia netuniana em atividades artísticas, musicais, espirituais, de voluntariado, de ajuda ao próximo. Podemos canalizar a energia de Saturno para agir com os pés no chão, adaptando nossos sonhos à nossa realidade ao sentirmos pena de nós mesmos por eventuais decepções! Podemos, enfim, superar os momentos de tristeza, de solidão, frustração ou luto, evitando perpetuar inutilmente o sofrimento além do necessário. Podemos e devemos, por último, aprender com as experiências que a vida nos proporciona, pois por mais duras que elas nos pareçam, elas servirão para nosso desenvolvimento espiritual. Elas são uma oportunidade para deixar fluir a Luz!
Não podemos esquecer que todos nós temos a oportunidade de aprender. A escola da vida é um aprendizado. Aprendemos a cada percalço, a cada obstáculo, a cada desvio. E não devemos encarar a vida de forma romântica, esperando que o príncipe encantado apareça de cavalo branco à nossa porta para nos levar ao seu castelo, onde viveremos 'felizes para sempre'! Não devemos esperar que nossos problemas desapareçam por um toque de mágica, mas ao mesmo tempo em que fortalecemos nossa fé com orações e rituais, também devemos agir, arregaçar as mangas e ir à luta. Podemos encontrar em cada momento vivido uma razão para viver!
Terapias alternativas como a EFT* (Terapias de Libertação Emocional - leiam os artigos no meu site pessoal), as terapias florais, a prática da yoga e da meditação, são algumas das ferramentas que ajudam a eliminar o estado depressivo. O conhecimento de nosso Mapa astral e dos ciclos aos quais os trânsitos planetários nos submetem, também nos ajudará a superar as dificuldades e barreiras encontradas em nosso caminho. Qualquer energia pode ser devidamente canalizada: tudo depende de nossa atitude!
*Texto de Graziella Marraccini

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

As Palavras Podem Programar o DNA

A mais recente investigação científica russa indica que o DNA pode ser influenciado e reprogramado por palavras e freqüências, sem seccionar e nem substituir genes individuais. Só 10% de nosso DNA é utilizado para construir proteínas, e este pequeno percentual do total que compõe o DNA é o que estudam os investigadores ocidentais. Os outros 90% é considerado "DNA sucata". Entretanto, os investigadores russos, convencidos de que a natureza não é tola, reuniram lingüistas e geneticistas - em um estudo sem precedentes -, para explorar esses 90% de "DNA sucata".
Os resultados levaram a conclusões impensadas: segundo os estudos, nosso DNA não só é o responsável pela construção de nosso corpo, mas também serve como armazém de informação e para a comunicação a toda escala da biologia.
Os lingüistas russos descobriram que o código genético, em especial no aparentemente inútil 90%, segue as mesmas regras de todas as nossas linguagens humanas. Compararam as regras de sintaxe (a forma em que se colocam juntas as palavras para formar frases e orações), a semântica (o estudo do significado da linguagem) e as regras gramaticais básicas e assim descobriram que os alcalinos de nosso DNA seguem uma gramática regular e têm regras fixas, tal como nossos idiomas.
Portanto, as linguagens humanas não apareceram coincidentemente, mas são um reflexo de nosso DNA inerente. O biofísico e biólogo molecular russo Pjotr Garjajev e seus colegas também exploraram o comportamento vibratório do DNA. "Os cromossomos vivos funcionam como computadores solitônicos/holográficos usando a radiação laser do DNA endógeno". Isso
significa que alguém pode, simplesmente, usar palavras e orações da linguagem humana para influir sobre o DNA ou reprogramá-lo.
Os mestres espirituais e religiosos da antiguidade souberam, há milhares de anos, que nosso corpo pode ser programado por meio da linguagem, das palavras e do pensamento. Agora isso foi provado e explicado cientificamente. A surpresa maior foi descobrir a maneira como os 90% do "DNA Sucata" armazena a informação. "Imaginemos uma biblioteca que, em lugar de arquivar milhares de livros, só guarda o alfabeto comum a todos os livros. Então, quando alguém solicita a informação de um determinado livro, o alfabeto reúne todo o conteúdo em suas páginas e coloca a nossa disposição", esclareceu Garjajev. Isto nos abre as portas a um mistério ainda maior: que a verdadeira "biblioteca" estaria fora de nossos corpos em
algum lugar desconhecido do cosmos e que o DNA estaria em comunicação permanente com este reservatório universal de conhecimento.
*Vibração da Palavra DEUS *
"Fiat Lux" contido no Gênesis - A Obra da Criação, de forma alguma é realizada no silêncio absoluto, senão que este silêncio primordial é o pano de fundo que possibilita ouvir a Voz do Criador, do Geômatra. Note que a única Voz é a do CRIADOR DIVINO sendo que Ele manifesta a criação através de algo (Elohim) além dele próprio, senão que sentido haveria em dizer:
Faça-se a Luz! Ele simplesmente pensaria a criação e ela estaria criada. E não haveria ruído algum...
Podemos tentar entender isto da seguinte forma:
O pensamento (vibração potencial) necessita ser Verbalizado (vibração dinâmica) caso contrário não existe a Manifestação.
A verbalização, para que possa ser entendida, necessita de quem A Escute. A Primeira atitude do Criado portanto, é Escutar.
Em linhas gerais, os símbolos são representações (vibração) de grandes verdades e possuem um poder oculto (vibração), utilizam-se das palavras e tons adequados gerando grande energia e Poder.

* Autor desconhecido

terça-feira, 8 de novembro de 2011

A Vibração das Palavras

O Universo vibra, a Fonte cria numa explosão de vibração.
As palavras convertem as vibrações da natureza em som. Durante a nossa evolução, aprendemos quais sons são perigosos, quais sons são calmantes e seguros, quais sons são prazerosos e assim por diante. Nós, vagarosamente, aprendemos sobre as várias vibrações das leis da natureza. Assimilamos isso pelo instinto e pela experiência. Nós acumulamos estas informações pelos tempos. Começamos por sons simples como "a" ou "u" ou "e", que foi se envolvendo em sons mais complexos como "Amor". E estas palavras positivas criaram estruturas cristalinas "naturais" - que são todas baseadas no hexágono.
Os antigos, sabedores que eram do imenso poder contido na Palavra e, a fim de, por um lado, levar aos profanos a Sabedoria Divina e, por outro, velar as palavras para que não pudessem ser utilizadas de maneira leviana, criaram os símbolos.
É fundamental termos claro que a vibração transformada em palavra, torna o Mundo que conhecemos tal qual ele é. O entendimento da vibração é extremamente necessário para entendermos a manifestação de tudo que somos. Quando verbalizamos qualquer palavra, ela tem uma energia e essa energia pode transformar-se em uma energia poderosa, mediana ou fraca.
A verbalização, para que possa ser entendida, necessita de quem a escute. A Primeira atitude do Criado, portanto, é Escutar.
Palavra e Vibração - A palavra, junto com o poder da vibração, é capaz de criar, curar e também destruir.
A teoria indica que, quando focalizamos nossa mente em algo, e a isto somamos o sentimento e a emoção, para finalmente expressá-lo, estamos exteriorizando e materializando um poder que estará afetando os reinados da matéria. TEU SEMELHANTE, DIZES A TI MESMO
Se cada um de nós estivesse consciente de que a energia liberada em cada palavra afeta não só a quem a dirigimos, mas também a nós mesmos e ao mundo que nos rodeia, começaríamos a cuidar mais o que dizemos.
Os antigos essênios sabiam da existência de um enorme poder contido na oração, no verbo e na palavra. Os antigos alfabetos, como o sânscrito, o aramaico e a linguagem hebraica são fontes de poder em si mesmas. Os essênios utilizaram a energia que canaliza a linguagem - que era a manifestação final do pensamento, da emoção e do sentimento – para manifestar na realidade a qualidade de vida que desejavam experimentar neste mundo. Nas culturas do antigo Oriente eram utilizados os mantras, as rezas, os cânticos e as orações com intenção predeterminada, como técnicas para materializar estados internos e programar, de uma forma ignorada por nós na atualidade, realidades pensadas, desejadas e afirmadas previamente.
Os estudos realizados por físicos quânticos começam a redescobrir e validar o enorme conhecimento esquecido de antigas culturas ancestrais. Um conhecimento que se encontra ainda escondido e esquecido e que nos traria o poder de mudar nosso mundo.

*Autoria desconhecida

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Transforme o Obstáculo em Oportunidade: Mês de Escorpião

O Sol entrou no signo de Escorpião, em 23 de Outubro, às 15 horas e 30 minutos. Lembro que o Sol não muda de signo à meia-noite de um determinado dia para entrar no signo seguinte a zero hora e um minuto. (a esse propósito, leiam os artigos sobre o Ingresso do Sol no meu site pessoal). A Lua Nova de Escorpião aconteceu no dia 26 de Outubro, o que, segundo o calendário cabalista dá início ao signo de Escorpião. Quais as mudanças energéticas que irão ocorrer? Como aproveitar melhor a sintonia escorpiniana? Nosso maior desafio durante o mês de Escorpião será aquele de transformar todo obstáculo em oportunidade. Todos conhecem aquele ditado: "se sua vida é um limão, faça dele uma limonada"... Bem, é isso mesmo que devemos fazer durante este mês. No entanto, não devemos esquecer que precisamos aproveitar para crescer espiritualmente, procurando entender qual o recado da Luz.
Neste momento, muitas pessoas estão com depressão, sentem-se tristes e desconsolados, sendo essa mais uma sensação interior e indefinida que algo físico e material. Por essa razão, se estamos 'descendo a ladeira', podemos subir novamente aproveitando o poder de transformação que essa energia nos oferece. Precisamos ousar, recolhendo todas as nossas forças criadoras e nos entregando inteiramente à Luz! Geralmente, quando algo acontece de ruim em nossa vida, pensamos que é 'Deus que está contra nós'. No entanto, os obstáculos devem representar testes de aprendizados, espécies de ENEM da vida, que testam se estamos no caminho certo para a nossa evolução espiritual. A Luz Divina que flui incessantemente precisa ser recolhida e transformada para que não desperdicemos as oportunidades de aprender e de evoluir.
Sob a influencia da energia escorpiniana, teremos tendência a ver o mundo em duas cores, ele se torna dicotômico: ou amamos ou odiamos, ou é bom ou é ruim, ou é favorável ou desagradável, ou é branco ou é preto! Pensamos que quem está diante de nós, ou está a nosso favor ou contra... assim vai ficar difícil dialogar, não é mesmo? E fica difícil também compreender a razão do obstáculo. Ao mesmo tempo o dialogo interior também se torna binário: ou nós nos amamos por nossos acertos ou nós nos odiamos por nossos erros. Um dia acordamos esperançosos e em outro caímos no mais profundo desânimo. Mas se deixarmos esses pensamentos tomarem conta não conseguiremos aprender nada e estaremos diante de um processo de autodestruição ou de exclusão, onde não haverá nenhum crescimento.
Em muitos casos encontramos obstáculos porque o Cosmos nos indica que estamos trilhando um caminho errado. Talvez a Luz queira lhe mostrar que você possui os recursos dentro de você mesmo, por isso crie, transforme, recicle! Procure novas soluções: esse processo o tornará mais forte e preparado para superar os próximos percalços da vida. Uma das atribuições astrológicas do planeta (anão!) Plutão, é aquela de transformar. De fato, o arquétipo do Deus Plutão (ou Hades na mitologia Grega) nos ensina o poder do processo de morte e renascimento. Em geral quando estamos sob a influência dessa energia tendemos a ser radicais, seja nos conceitos que nas ações. Porém, podemos reverter essas atitudes se estivermos conscientes de que não existe uma só verdade e que essa verdade não é necessariamente a nossa! Seria sempre melhor avaliar os vários lados da questão antes de radicalizar nossas decisões.
No entanto, devemos também aproveitar a ocasião ímpar que o céu nos oferece para desfazer pendências, definir situações, solucionar assuntos que nos deixam infelizes e nos impedem de progredir! Por causa da tendência a radicalizar nossas opiniões, podemos experimentar sentimentos intensos de ciúme e ódio, muitas vezes infundados. Um diálogo aberto e franco com nosso parceiro certamente irá esclarecer todos os assuntos pouco claros. Porém, se você estiver enfrentando a dor de uma traição ou de uma decepção amorosa, lembre-se que o melhor a fazer é cortar o mal pela raiz. Não há situação difícil que você não consiga superar, especialmente se você recuperar o seu amor-próprio. Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje. Lembre-se de que sua felicidade depende de suas escolhas de hoje. O mês de Escorpião é um mês de pressão. Decida, assuma as rédeas de seu destino e vá em frente! A Luz lhe mostrará o caminho!
*texto de Graziella Marraccini

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Planeje o Potencial do Seu Marte


Se Marte representa energia pura empotencial, quando esse planeta em transito forma aspectos com os planetas de nosso mapa natal, desencadeia a energia do planeta 'tocado' por ele, e soma a este a sua própria energia, seja de forma favorável que desfavorável. De fato, a energia desencadeia os acontecimentos sugeridos pelo mapa, como se fosse um interruptor acionado quando entramos num quarto onde toda a instalação elétrica foi preparada. A luz não se acende sozinha, não é mesmo? Precisamos de um interruptor! Do mesmo modo, age Marte em trânsito sobre o mapa. Qualquer aspecto será desencadeado mas, devido à natureza do planeta Marte, essas energias precisam ser canalizadas de forma adequada para não causar nenhum estrago.
Continuando nossa análise, devemos lembrar também que qualquer planeta representa o agente da ação segundo a sua própria natureza que se manifestará segundo a qualidade do signo astrológico e agirá dentro dos assuntos determinados pela casa. Indiretamente A ação irá influenciar também a casa onde se encontra o signo de Áries no mapa natal e do qual é regente. Isso dito, vamos continuar nossa análise do trânsito tenso de Marte sobre os planetas do mapa natal. O efeito dos trânsitos favoráveis - sêxteis e trígonos - dependerá, principalmente, da qualidade do planeta afetado.
O trânsito de Marte sobre seu Marte natal - em conjunção quadratura ou oposição - servirá para potencializar essa energia ao seu máximo, quase da mesma forma que se ele se encontrasse no signo de Áries do qual ele é regente. Porém, se o Marte natal se encontrar em aspecto tenso com outro planeta irá desencadear esse aspecto negativo de forma súbita e violenta e, conseqüentemente, podemos nos expor a situações perigosas! Brigas, disputas, acidentes e cirurgias dificilmente serão evitadas. Porém, se todos nós temos livre-arbítrio, podemos usar a energia de forma salutar iniciando uma atividade física, por exemplo, ou um novo projeto, ou efetuando uma mudança em nossa vida. De qualquer maneira, é bom saber que este é um dos trânsitos mais perigosos do mapa!
O trânsito de Marte em aspecto tenso com Júpiter pode indicar um período em que nos exporemos a riscos inúteis. Estaremos propensos a gastar mais, fazer maus investimentos, e sentiremos uma irresistível tentação em comprar coisas de que não necessitamos simplesmente para satisfazer uma vontade de encontrar satisfação imediata! Não é uma boa hora para comprar um bem material, casa, apartamento ou sítio, carro novo, ou para fazer uma viagem internacional que certamente será demasiadamente dispendiosa. Aliás, as despesas com o carro também aumentam de maneira inesperada e podem causar um verdadeiro buraco em nosso orçamento! Uma outra coisa que acontece com esse trânsito é que temos tendência a agir com arrogância! Sabe aquela frase: 'Você não sabe com quem você está falando?" É uma típica reação deste trânsito. Exageramos em tudo, inclusive, na forma de nos relacionar e podemos nos arriscar inutilmente.
Quando Marte se encontra em aspecto tenso com Saturno teremos problemas com figuras de autoridade e não aceitaremos limitações podendo enfrentar também enfrentar problemas legais. Se as figuras de autoridade representam uma dificuldade em nosso mapa natal, certamente iniciaremos um enfrentamento tentando forçar situações para superar limitações impostas. Encontraremos obstáculos o diante de nós como se o cosmo brincasse com a gente para nos impedir de alcançar nossas metas: o ônibus atrasa quando temos uma entrevista de trabalho, perdemos a conexão do nosso vôo e conseqüentemente nossa reunião de trabalho, enfim, encontramos dificuldade diante todas as nossas iniciativas. Por essa razão, é melhor nos programarmos com antecipação, evitando muitas frustrações e raiva! As questões legais iniciadas nesse trânsito tampouco dão bons resultados: as práticas se atrasam e os recursos não são aceitos e não conseguimos alcançar nossos objetivos. As coisas vão 'se libertar' quando o trânsito termina, por isso devemos aproveitar para exercitar a paciência procurando aprender algo importante: não se dão murros em ponta de faca! Durante esse trânsito devemos tomar cuidado também com quedas e contusões que podem nos quebrar algum osso!
Quando Marte transita sobre o planeta Urano agiremos com extrema impulsividade, rebeldia e inconformismo. Urano representa a excentricidade, a obstinação e a necessidade de liberdade absoluta dentro de nós. O trânsito de Marte sobre Urano costuma mandar a prudência às favas: planos de longo prazo podem ser jogados pela janela e o imediatismo absoluto e incontido acaba sendo nossa prioridade absoluta. No final, essa forma de agir será mais destruidora que construtiva e devemos evitá-la! Porém, em se tratando de um planeta coletivo, já Urano representa o comportamento de uma inteira geração, podemos também nos envolver em conflitos coletivos, passeatas, greves, rebeliões, etc. etc. Outro efeito será a tendência a sofrer acidentes, rupturas de ligamentos, torções e até ataques cardíacos!
Com o transito de Urano sobre Netuno o efeito será aquele da 'perda de percepção'! Apesar de não ser um transito muito marcante, mas é insidioso pois nos fará 'perder o norte': é melhor comprar um GPS! Nossas ações podem se tornar confusas, sem direção, teremos dificuldades para fazer escolhas, tomar iniciativas. È possível também que fiquemos mais indulgentes com nossos vícios: vai ser difícil deixar de fumar sob esse aspecto planetário. Podemos porém entrar em sintonia com nossos sonhos, objetivos e aspirações. Podemos iniciar um curso de yoga ou outra atividade espiritual já que iremos vibrar numa sintonia mais sutil, menos física.
Com o transito de Urano sobre nosso Plutão natal estaremos soltando nossas fúrias! Será como desencadear a erupção de um vulcão interior. Num artigo passado refleti sobre a cólera, sobre esta reação violenta que acontece quando deixamos que a raiva contida se solte! Plutão representa o controle sobre aquilo que mantemos em nossas entranhas, em nosso subconsciente, e do qual temos medo. Então a raiva contida ano após ano, alimentada por continuas frustrações acaba explodindo de repente, em palavras e atitudes de violência devastadora por estar fora de controle. Porém, essa ação poderá ser libertadora se nos tornarmos conscientes de nossos próprios medos, de nossos monstros interiores.
O nosso Plutão natal e seus aspectos nos fornece informações sobre os modelos de poder e controle de duas gerações inteiras. Sob esse transito devemos evitar a exposição a situações coletivas de risco para nos ficarmos envolvidos em catástrofes coletivas. Canalizar adequadamente essa energia pode resultar num período de grande criatividade vinda do fundo de nossa alma e que pode ajudar a transformar inteiras gerações. Criar é sempre melhor do que destruir! E recriar, reciclar, transformar, é melhor ainda...
Não devemos esquecer que nosso mapa natal nos servirá de base para podermos direcionar adequadamente as energias dos trânsitos que podem ser positivas e que não se manifestam da mesma forma no mapa de todo mundo. Por outro lado, nunca devemos generalizar as explicações astrológicas, pois podemos cometer erros e nos assustar sem motivo. Por exemplo, imaginemos que um Ariano, acostumado com a energia marciana, reagirá a um mesmo aspecto do planeta Marte diferentemente de um Virginiano, não é mesmo? Portanto, pessoas diferentes reagem de forma diferente.
A astrologia é algo complexo e requer anos de estudos. Somente um astrólogo profissional pode lhe oferecer uma visão holística de seu mapa. Com os seus conselhos preciosos ele ajudará cada consulente a vivenciar a sua potencialidade de forma consciente e útil para o cumprimento de sua missão. As previsões anuais que incluem os trânsitos planetários não utilizam os trânsitos de Marte por ser um planeta rápido, cujo efeito é chamado de 'transito de disparo'. O transito de Marte, Vênus e Mercúrio são incluídos numa analise trimestral que se sobrepõe à analise anual. Essa analise é importantes para planejar cirurgias, mudanças, e até casamentos ou aquisição de bens imobiliários, por exemplo.
Temos a possibilidade de canalizar adequadamente qualquer energia pois tudo depende de nossa atitude. O que você está fazendo por você? Qual a atitude que você está tomando para conseguir viver melhor e ao mesmo tempo cumprir sua missão? Você utiliza plenamente o seu potencial? A astrologia pode ajudá-lo a abrir as portas da percepção.

* Texto de Graziella Marraccini

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Steve Jobs e a Astrologia.

Você confiaria num empresário desconhecido, com ideias malucas e uma oposição Marte-Netuno no eixo das casas financeiras? A HP também não confiou. E perdeu a chance de desenvolver o projeto do Apple, o computador que mudou para sempre nossa relação com a tecnologia.

Na verdade, o fundador da Apple foi mesmo um pisciano até a raiz dos cabelos: filho adotivo, adolescente cheio de idéias mirabolantes, jovem que não conseguiu terminar a faculdade, "riponga" com inclinações budistas, tudo levava a crer que poderia ser mais um daqueles netunianos desajustados, sempre dependente da família e com a cabeça no mundo da lua.
Falamos em Lua? Pois ei-la na casa 7, em Áries, mesmo signo que abriga também Marte, seu próprio regente. Dois planetas pessoais num signo cheio de iniciativa, e na casa da relação com o público. Jobs tinha a capacidade de entender o que os compradores desejavam (Peixes na cúspide da 7 indicando empatia) e também a disposição para sair na frente dos concorrentes na disputa pela clientela. Áries é um signo de batalhas e conquistas, e Jobs foi um guerreiro que levou seus produtos ao próprio coração do "território inimigo": o lar da classe média conservadora, que jamais pensara antes em adquirir um computador.
Pensando bem, o conceito de PC (personal computer, ou computador doméstico) tem tudo a ver com Urano em Câncer. A geração nascida sob esta combinação, do final dos anos 40 a 1955, foi a primeira a sonhar em trazer a tecnologia avançada (Urano) para dentro de casa (Câncer). Na segunda metade dos anos 70, quando a popularização da informática começava a tornar-se realidade, essa geração com Urano em Câncer tinha pouco mais de vinte anos, e seus representantes mais geniais inventavam produtos revolucionários em oficinas de fundo de quintal. Quando a geração de Urano em Leão entrou em cena, já encontrou o cenário todo pronto para o grande salto rumo ao sucesso. Bill Gates, com Urano no início de Leão, é um exemplo clássico de empresário que deu certo com base no "jeito Urano-em-Câncer de fazer negócios".
Ocorre que, relendo a biografia do fundador da Apple, descobrimos que Steve Jobs era exatamente isso: um visionário que sonhava alto e tinha projetos que, a princípio, despertaram apenas ceticismo em quem teve a oportunidade de conhecê-los. Que o diga a poderosa HP, empresa onde o sócio de Jobs, Steve Woniak, trabalhava como funcionário. Jobs e Wozniak mostraram seus planos à HP, que recusou de imediato o projeto de um micrinho pessoal chamado Apple I. Essa decisão liberou os dois jovens para criar uma fabriqueta de fundo de quintal, cujos primeiros produtos foram vendidos para os vizinhos. O resto da história todos conhecem... e a HP detesta ouvi-la.
Todo aspecto astrológico é uma faca de dois gumes, e pode manifestar-se numa grande variedade de formas. A Apple era mesmo um negócio de alto risco e mais de uma vez esteve à beira da falência. Mas Jobs usou muito bem sua incrível capacidade de disfarçar o vendedor combativo sob a aparência de filósofo precursor de uma tecnologia mais humanizada. A partir daí, a oposição de Vênus a Júpiter-Urano, em vez de funcionar como indicador de desperdício e consumo compulsivo, passou a funcionar como indicador de... desperdício e consumo compulsivo DOS OUTROS! Jobs, como poucos empresários, soube explorar a irresistível tendência humana para a compra por impulso. Todos os produtos da Apple jogam com o desejo (Vênus) da aquisição instantânea (Urano), com base num processo de sedução (Netuno) agressivo e fulminante (Marte em Áries). E, com Júpiter ativando toda a configuração, é claro que Jobs fez tudo isso numa escala gigantesca.
Netuno (a fantasia) em trígono com o Sol e numa casa de ingressos financeiros também fala de outra área em que Jobs revelou-se genial: durante alguns anos, ele perdeu o controle da Apple e foi obrigado a afastar-se da empresa. Comprou então do cineasta George Lucas uma empresa de animação gráfica aparentemente sem muito futuro. Essa empresa, rebatizada como Pixar e comandada pela competência de Jobs, logo tornou-se fornecedora de serviços para a Disney, revolucionando a indústria do desenho animado. No filme Toy Story I, de 1995, Steve Jobs aparece nos créditos como um dos produtores executivos. Ele acabou vendendo a Pixar em troca de uma polpuda participação na Disney, tornando-se assim também um empresário na área do entretenimento infantil.
O Ascendente Virgem parece estar presente no escrúpulo com que Steve Jobs tentava conduzir as relações com os usuários de seus Macs, iPhones e iPads. A Apple foi uma das primeiras empresas a perceber que controle de qualidade do produto final e honestidade no trato com o comprador eram fatores de lucratividade. Sob este aspecto, construiu uma reputação anos-luz à frente de sua principal concorrente, a Microsoft (vista como uma empresa antiética e gananciosa). A aparência de Jobs, um workaholic sempre vestido com discretos trajes escuros, também ressalta o fator virginiano e contribui para criar a imagem de um sujeito genial, mas em quem se pode confiar. A morte decorrente de uma degeneração no sistema digestivo (câncer no pâncreas) também faz pensar em Virgem, pois relaciona-se a processos regidos por este signo.
Desnecessário lembrar quanto Steve Jobs contribuiu para moldar o ambiente tecnológico em que vivemos hoje. Sua influência sobre o estilo de vida da moderna sociedade de consumo ainda não pode ser totalmente avaliada. E tudo isso com uma Grande Quadratura envolvendo metade da carta, como se para lembrar que não existem configurações astrológicas negativas: sucesso ou fracasso dependem apenas de como aproveitamos o potencial que o céu nos indica.
* Texto original de Fernando Fernandes (editor de Constelar e diretor da Escola Astroletiva.)

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Orai e Vigiai

Quando somos crianças aprendemos muitas coisas, mas muito pouco compreendemos. Nosso racional ainda não está desenvolvido, somos puro sentimento e emoção. Quando nos tornamos adultos acabamos por pegar tudo o que aprendemos quando crianças – mas que não compreendemos muito bem (embora achemos que sim!) – e simplesmente reproduzimos como um modelo – igual ou contrário.
Reproduzimos fielmente aquilo que acreditamos termos concordado e com o qual nos identificamos, dando um toque pessoal, é claro! Aquilo que não concordamos fazemos ao contrário – exatamente ao contrário – embora possamos achar que estamos fazendo diferente. Eis os modelos aprendidos e não compreendidos, instalados, atuados e atualizados em nossa vida, para a vida toda, por nós mesmos.
Então, andamos em círculos, agitados sem saber o por quê ou acomodados. E assim vamos vivendo. Podemos viver desta forma toda uma vida em círculos, agitados ou acomodados; a não ser que algo, quase por acaso nos faça parar. E aí, de um momento para outro, perdemos o rumo: instala-se o conflito.
Normalmente os conflitos são gerados por incompatibilidade entre as crenças internas e a vida que vivemos. Todos os atos antes praticados para se resolver determinada situação já não funcionam mais. Por exemplo: sempre resolvemos as coisas gritando ou chorando ou nos colocando como vítima, etc. mas seja como for, não funciona mais! É preciso fazer diferente. Nem igual nem contrário: diferente! Não dámais para se viver alienado de si mesmo. Tem uma passagem da bíblia que diz: Orai e Vigiai.
Psicoterapia, como processo de autoconhecimento, é exatamente isto!
Explico em tempo...
O que JESUS quis dizer quando disse Orai? O que é orar? O quesignifica o gesto de orar? Orar quer dizer conversar com Deus.
A psicoterapia tem exatamente esta função: nos coloca numa posição deconversar com nosso Deus interior - nosso Eu superior - numa posiçãode interiorização. Temos a possibilidade de nos conectar com nossa essência – que Jung chamou de SELF – e que é aquela energia poderosa que está dentro de nós e que sabe mais que do nosso pobre ego o que é melhor para o seu próprio desenvolvimento e evolução.
Quando vamos buscar nesta fonte – no SELF (em DEUS) – a sabedorianecessária, saímos revitalizados e fortalecidos.
Passemos então para a segunda parte: Vigiai. O que podemos entender com essa colocação? O que isto quer dizer? O que Ele quis dizer quando sugeriu Vigiai?
Vigiai é olhar, observar atentamente.O que devemos observar atentamente?
A nós próprios!
Faz parte do processo de autoconhecimento nos observarmos, prestandoatenção aos nossos próprios comportamentos (nossas reações emocionais)e pensamentos (nossas crenças e opiniões sobre as coisas e pessoas), que revelam nossos sentimentos e crenças a respeito de nós mesmos. Vigiai! Observe atentamente a você mesmo e às pessoas a sua volta: como você reage a elas e como elas reagem a você. Observe atentamente como você resolve as situações que vive. Observe atentamente cadagesto e movimento seu... seus comportamentos.
Vigiai! Observe atentamente como você julga as situações e as pessoas. Quais são os seus pré-conceitos? Observe a quê você dá valor. Perceba se seu comportamento e valores estão congruentes.
Poderá então constatar vários porquês; entre eles: porque sua vida está como está e seus relacionamentos estão como estão. Tudo está assim, pois é fruto de suas escolhas no decorrer da sua vida.
Perceberá, portanto, que tudo está como deveria estar, simplesmente! Está feliz? Se está, vá em frente, caso contrário, mude. Não é uma empreitada fácil, mas é possível. Pois, por maior que seja o conflito, é possível mudar, redirecionar a vida e ser realmente feliz. Porque a verdadeira felicidade é construída com autoconsciência e auto-amor.
Quer a receita da felicidade?
- Orai e Vigiai!
* Texto de Maria Aparecida Diniz Bressani

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Chegou a Primavera! O Sol ingressa em Libra




O equinócio de Primavera inicia em 23 de setembro de 2011, às 06h04min (Hora Oficial do Brasil). O Sol está voltando e, com ele, a estação mais alegre, cheia de flores, mais calorzinho e também mais alegria. As vitrines da moda já estão repletas de vestidinhos mais leves, todos floridos e coloridos! Tudo de bom. Astrologicamente (e astronomicamente) o Sol secciona o Equador Celeste no ponto 0º de Libra, e as horas do dia e da noite terão a mesma duração tanto no hemisfério Norte (dando inicio ao Outono) quanto no hemisfério Sul (dando inicio à Primavera). Esse ciclo se repete a cada ano apesar das loucuras do clima que às vezes chega a nos confundir. Acabamos sem saber em que estação estamos! Mas as árvores florescem direitinho, no momento certo: basta olhar os ipês amarelos que acabaram de anunciar o fim do inverno e os jacarandás mimosos que começam a anunciar a chegada da primavera.
O signo de Libra tem como representação uma balança e por essa razão esse signo também tem esse instrumento de medição como símbolo. Dois pratos que estão segurados por um ponto central, também chamado de fiel. O que ele representa? A equidade, o equilíbrio, a razão que nos ajuda a avaliar antes de decidir. Sendo um signo que pertence ao elemento Ar, ele confere aos seus natos a qualidade do pensamento e da sociabilidade.

O Signo de Libra é relacionado com o elemento Ar e é considerado um signo de beleza sendo regido pelo planeta Vênus. Vênus era a Deusa do Amor e da Beleza na mitologia e por essa razão os librianos são refinados, belos, adoram as artes e se preocupam principalmente com o lado social da vida, com os relacionamentos humanos e costumam interagir na sociedade onde vivem. A representação da Vênus de Libra é parecida com aquela figura quadro da Vênus do pintor renascentista italiano Botticelli: uma Vênus que sai das águas, dentro de uma concha. No que representa o arquétipo do renascimento da natureza na Primavera lembramos a belíssima filha de Geia, Prosérpina, que foi roubada por Hades (Plutão na mitologia romana).
O Senhor das escuridão e da morte, rapta Prosépina e a leva para a sua moradia, nos infernos, nas entranhas da terra. A mãe de Prosérpina, Ceres (Deusa da Terra e da agricultura) desesperada com a perda da amada filha, perde o vigor, entristece, e parece morrer não produzindo frutos. Com esse arquétipo os antigos explicavam o ciclo do inverno no Hemisfério Norte, quando a terra fica fria, gelada sob a neve, as arvore ficam sem folhas e parecem morrer. Cansada de chorar, Ceres pede a Plutão que deixe sua filha voltar para ela, mas Plutão ama Prosérpina e não quer deixá-la partir. No entanto, após muita negociação e a intercessão dos outros deuses, ele concorda em devolvê-la para a sua mãe pelo menos durante seis meses por ano, mas exige que durante os outros seis meses ela permaneça com ele no inferno. Desta forma e para festejar o retorno de Prosérpina, a mãe Ceres se veste novamente com suas melhores flores, pede às árvores que se enfeitem, aos pássaros que cantem, e inicia um novo ciclo de renascimento e de felicidade. Este mito serve para nos mostrar como funciona o ciclo das estações do ano e da renovação da vida.
No Brasil, esse ciclo das estações é menos marcantes, pelo menos nos estados do norte e nordeste, no entanto, aqui no sudeste e no sul podemos sentir essa renovação no ar. Por essa razão podemos igualmente iniciar um processo de renovação em nossa vida. Aproveitando a energia de Libra podemos iniciar uma reflexão sobre como julgamos nosso vizinho, nosso amigo ou nosso parceiro. É o momento ideal para estreitar os laços com aqueles que amamos.
Se estivermos vivendo em conflito, ou se temos assuntos pendentes com nossos entes queridos, colegas ou chefes, podemos aproveitar este momento especial para começar a negociar, fazer acordos, dialogar e encontrar uma solução para que ambas as partes acabem se satisfazendo. Se houver uma troca sincera de afeto e não existirem mentiras ou subterfúgios conseguiremos construir um relacionamento solido, que irá perdurar no tempo. Essa energia é necessária para buscarmos a sociabilidade, a igualdade e a justiça. Olhar os dois lados da questão, pesar os prós e contras, nos ajudará também a ver o outro lado, a ceder um pouco e a compreender que nossa razão pode não ser a única.
Podemos também aproveitar para fazer uma faxina em nossos armários, doando as roupas que não queremos mais, jogando fora o velho para dar lugar ao novo, limpando a casa da energia estagnada. Coloque flores num vaso, ligue uma pequena fonte de água e se puder pinte sua casa ou seu quarto com uma cor pastel! Essa energia primaveril irá renovar a sua vida.
A astrologia ensina:"Todo momento tem uma qualidade. Tudo o que nasce ou surge deste momento está impregnado desta qualidade".
Texto: Graziella Marraccini

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Diferentes Tipos de Influências Negativas

Na escala das influências negativas, parte-se das mais simples e comuns, as que são captadas pela aproximação de pessoas moralmente subdesenvolvidas ou objetos e ambientes intoxicados por forma-pensamento daquele que os impregnaram com suas influências.
Tais influências são, muitas vezes, ocasionais, como também o são as captadas por palavras ofensivas, por maledicência, por ressentimentos, por pensamentos hostis de quem quer tenha algo contra nós ou que porventura tenhamos contrastado, por aqueles que olham feio para nós por pura antipatia ou por julgarem que somos um obstáculo.
A vitória consiste em deixar para trás, com nossas vibrações vitais, as vibrações opostas, e nos defender.
As radiações dos lugares, dos ambientes e das coisas:
Experiências conduzidas por estudiosos de psicometria demonstraram que não somente o homem, mas também o ambiente, os objetos, as pedras, os móveis, os quadros, os livros - da mesma forma que cada ser vivo, também as coisas, animadas e inanimadas - emanam fluidos, irradiam algo que não pode ser percebido pelos sentidos físicos, mas somente pela parte anímica: é a carga por eles acumulada através dos anos, e que é retransmitida por eles. Eles tem gravados em si os acontecimentos dos quais foram testemunhadas e protagonistas, quase que como depositários fiéis.
É de surpreender a constatação de que esses objetos, com a ajuda de sensitivos capazes de captar as radiações, possam narrar acontecimentos com detalhes inacreditáveis.
Os objetos são impregnados por nossos pensamentos e os retransmitem por reflexo sobre as pessoas e sobre as coisas com as quais entram em contato.
Há coisas e objetos nos quais há séculos estão acumulados fluidos, e neles dormem vibrações que somente alguém, possuidor de elevada sensibilidade (radiestesistas, sensitivos, etc...), pode despertar e captar. Todos os corpos emitem radiações: sejam eles metálicos, pedras ou de alguma outra matéria, orgânicos e inorgânicos, por sua natureza e força intrínseca tem uma capacidade irradiante cientificamente comprovada.
Quando em determinados lugares estão condensadas forças invisíveis, as pessoas sensíveis percebem-nas e tem uma profunda sensação de harmonia e de paz quando se trata de forças boas. Ao contrário, quando se trata de forças negativas, a sensação é de opressão e incômodo.
A atmosfera pesada dos cemitérios, delegacias de polícias, I.M.L, casas de torturas, a sensação é de opressão e em alguns casos, as emanações de corpos em dissolução e a freqüente presença de forças invisíveis que provocam uma sensação ruim.
Os lugares onde as pessoas levam uma vida particular, às vezes, acontece de não se sentirem bem, pois estão com uma energia maléfica, de onde pode acontecer várias brigas e até mesmo separações ou pode acontecer de afetar até o físico, afetando ao ponto de ter uma doença grave, como o câncer.


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Astrologia e os Efeitos Planetários em Nossa Vida

O que eu considero como 'períodos de crise', também devem ser encarados como períodos de oportunidades de crescimento! É assim que devemos aproveitar os efeitos planetários em nossa vida, pois é com uma visão positiva que podemos criar novas formas de evolução. A astrologia fundamenta suas observações baseadas nos princípios Herméticos (Veja as Leis da Sabedoria ou Leis Herméticas) e a segunda Lei, que é chamada de Principio da Correspondência, afirma que 'O que está em cima é como o que está em baixo!' Por essa razão observamos os movimentos dos astros de nosso sistema solar e também os eclipses para interpretarmos sua influência em nossas vidas.
Podemos facilmente observar que na Lua Cheia e na Lua Nova as emoções afloram e pulsam, aumentando a tensão entre as pessoas. As mulheres que o digam! Qual delas não conhece os efeitos da TPM?
O ciclo astrológico lunar é considerado de 27 dias e meio, tempo despendido pela Lua para completar os 360 graus do zodíaco tropical. Seus efeitos dependem estritamente da carta natal de cada pessoa e, portanto, variam de pessoa para pessoa. Se a pessoa possui uma Lua favorável, com bons aspectos no mapa natal, os efeitos dos trânsitos lunares serão muito favoráveis, mas se a Lua natal estiver em aspectos tensos com outros planetas então os resultados poderão ser terríveis, provocando verdadeiras crises emocionais. Podemos também lembrar os treze anos e meio, ou seja, a terrível adolescência! Neste momento a Lua, em sua progressão, se encontra em oposição à Lua natal. Talvez seja por essa razão que os adolescentes vivem desafiando os pais (e principalmente a mãe!)
Em Astrologia, consideramos principalmente os ciclos dos planetas lentos, ou seja, dos planetas que vão de Júpiter a Plutão. Cada um deles tem um ciclo anual que depende do tempo de duração de sua circunvolução em torno do sol. Os ciclos de Marte (que duram aproximadamente 23 meses) são muito rápidos, mas podem ser analisados por vários motivos, por exemplo, para marcar uma operação cirúrgica, ou comprar um carro, já que indicam um pico de energia pessoal.
Atualmente nos encontramos no meio de uma crise econômica e esta é normalmente atribuída, entre outros aspectos, aos ciclos de Júpiter. Júpiter está associado a tudo o que é expansivo, extrovertido, exuberante, etc.. Ele representa o principio vital da expansão da personalidade, indicando oportunidades de aumentar a atuação pessoal, além do circulo familiar. Os ciclos de Júpiter duram aproximadamente 12 anos e em cada ano Júpiter costuma transitar num signo zodiacal e conseqüentemente numa casa da carta natal. Aos seis anos a criança sai de casa para iniciar a educação escolar. Aos 12 anos ela inicia a puberdade e com ela as primeiras experiências sexuais que proporcionam novas experiências, novas sensações e novas situações sociais. Por volta dos 18 anos, as experiências acumuladas nos 6 anos anteriores, acrescentadas da crise dos 14 anos favorecida pelo planeta Saturno, oferecem uma nova fase que será marcada por uma sensação de plenitude e de maturidade, seja na sexualidade que nas emoções. O ingresso em faculdade certamente trará um salto de qualidade ao individuo em busca de seus objetivos profissionais e ele obterá uma sensação de independência única.
Não é por acaso que a carteira de habilitação é conseguida com esta idade! Os efeitos destes altos e baixos causados pelos vários ciclos planetários parecem verdadeiras montanhas russas em nossas vidas, não é mesmo? São essas influencias combinadas que marcam os períodos críticos de nosso desenvolvimento! E espero que tenha ficado claro que nem todas serão negativas, não é? Por essa razão, não devemos nos assustar com as crises pessoais, porque todas elas são oportunidades de amadurecimento e evolução. Os planetas não são simplesmente benéficos ou maléficos; até os ciclos de Júpiter, considerados benéficos, podem ser ruins se, durante o bom aspecto, nos espalhamos demais e agimos de forma irresponsável e inutilmente arriscada!
O simples conhecimento antecipado deste ciclo poderá evitar prejuízos como aqueles que experimentam os países 'endividados'! E isso vale para o individuo, para uma empresa e também para um país: o micro e o macro funcionam de forma similar! Crises econômicas podem ser evitadas com atitudes prudentes.
No mapa do Brasil, por exemplo, Júpiter transita atualmente em conjunção com Saturno natal na Casa 6, que é a casa do trabalho. A sensação de melhora na empregabilidade e a expansão do mercado imobiliário são dois exemplos deste aspecto planetário.
* Texto resumido de uma publicação de Graziella Marraccinni